Projeto Pimenta Baniwa

(Amazonas)

Baniwa é um termo genérico utilizado para se referir aos povos da língua aruak que vivem na fronteira do Brasil com a Colombia e Venezuela, em aldeias localizadas às margens do Rio Içana e seus afluentes. O Instituto Bacuri, em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), oferece apoio ao desenvolvimento de rede de produção de Pimenta dos povos Baniwa da Bacia do Rio Negro, no Amazonas, que são usadas há milênios como proteção contra maus espíritos, purificador de alimentos e antiséptico facial.

 

O projeto favorece a preservação de um conjunto de saberes e modos de transmissão de conhecimentos, mantendo as tradições e o ecossistema locais. Estas ações colaboraram para que o Sistema Agrícola do Rio Negro fosse declarado Patrimônio Cultural do Brasil pelo IPHAN em 2010. Além disso, as pimentas Baniwa estão sendo comercializadas para várias regiões do Brasil, gerando recursos que proporcionam a sustentabilidade da produção local e contribuem como uma das formas de autossustento dos povos Baniwa.

 

Este projeto também tem contribuído para o combate do garimpo ilegal na Bacia do Rio Içana e para a preservação da Floresta Amazônica.

Show More

conheça também nossos outros projetos:

1/4